sexta-feira, 1 de junho de 2012

Festas da Penha 2012 - Concerto

As Festas da Penha de 2012, encerraram em grande com um concerto realizado no Cine-Granadeiro, pelas 21:30 horas do dia 01 de Junho.

Chegada a Grândola do Coro do Carmo e jantar de recepção no restaurante "A Chaminé":

O registo gráfico do concerto:

Intervenção do Pe. Manuel António Guerreiro do Rosário, pároco de Grândola, no início do concerto: 

"a) Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Grândola, Dr. Carlos Beato e Dig.ma Esposa; 
b) Ex.mo Senhor Presidente da Assembleia Municipal e Ex.ma Esposa; 
c) Ex.mo Senhor Vereador Anibal Cordeiro e Ex.ma Esposa; 
d) Ex.ma Senhora Presidente da Junta de Freguesia de Grândola; 
e) Ex.ma Senhora Presidente da Assembleia de Freguesia de Grândola; 
f) Ex.mo Senhor Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Grândola; 
g) Estimado Maestro Pe. António Cartageno, meu grande amigo; 
h) Estimados cantores do Coro do Carmo, de Beja e do Coro da Paróquia de Grândola. Caríssima Solista, Ângela Silva, minha antiga aluna no Liceu de Beja; 
i) Ilustres músicos que acompanhais o Coro do Carmo e o Coro da Paróquia de Grândola;
j) Caro Quarteto Barroco Litoral; 
l) Estimado amigo Diácono José Bravo; 
m) Demais Autoridades; 
n) Representantes de Grupos, Instituições e Associações aqui presentes; 
o) Minhas senhoras e meus senhores, estimado público. 

É para mim motivo de honra e de júbilo, no encerramento das Festas da Penha 2012, poder dirigir-vos algumas palavras, antes de passarmos a escutar a música intemporal que hoje nos vai ser apresentada nas várias intervenções que passarão pelo palco deste magnífico Cineteatro. Muito obrigado aos três grupos, Coro da nossa Paróquia, Quarteto Barroco Litoral e Coro do Carmo, sobretudo, muito obrigado ao Coro do Carmo, que sob a orientação do nosso grande amigo, Pe. António Cartageno, nos vai presentear com as músicas que compõem o CD “Ave Mundi Gloria”, Editado pela Paulus Editora, e que está à venda neste espaço, o qual foi justamente considerado, o melhor CD de música litúrgica do ano 2010, ganhando o Prémio Kerigma. 

Caro amigo Pe. Cartageno, permita-me que lhe diga que o senhor não fica dispensado, de continuar a criar mais obras primas como as Cantatas que por aqui passaram respectivamente em 2010 e 2011. Queremos que Grândola continue a ser o palco privilegiado onde as suas produções musicais possam ser apreciadas, por um público maravilhoso que nos tem brindado com uma adesão verdadeiramente fantástica em todas as nossas iniciativas, quer nos anos anteriores, quer nas Festas deste ano, nas quais privilegiámos, como é já habitual, a “prata da casa” e procurámos envolver todos os grupos locais e os mais variados géneros musicais. 

Para terminar e não me alongar excessivamente, quero deixar aqui uma palavra de redobrado agradecimento ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Grândola, Dr. Carlos Beato, por todo o apoio e empenho que sentimos da sua parte, agradecimento extensivo e de todos os que consigo trabalham no nosso Município, desde os Vereadores, aos técnicos, passando pelos funcionários, que sempre dão o seu melhor, para que tudo decorra com a máxima dignidade e exemplar qualidade. Muito obrigado. 

O nosso muito obrigado também ao Montepio Geral e ao seu Presidente Dr. Tomás Correia, nosso bom amigo e a quem tanto devemos, e ao Sr. Jorge Nunes da Caixa de Crédito Agrícola da Costa Azul, pelo apoio continuado que sentimos ao longo do ano. Um muito obrigado ainda à Santa Casa da Misericórdia, na pessoa do seu Provedor, Sr. Horácio Carvalho Pereira. 

Um grande obrigado também ao comércio local pelo apoio e pelo carinho com que nos tem brindado, e aos muitos amigos que, de forma mais ou menos visível, têm trabalhado para que as Festas da Penha decorram num clima de entusiasmo e fraternidade, e sejam um grande momento da nossa vida comunitária. 

Agradeço particularmente aos técnicos de som, luz e logística do nosso Município e à Empresa CFSOM, que sempre se têm prodigalizado em esforços para que tudo decorra da melhor forma e possamos usufruir, como irá acontecer esta noite, dos talentos e do engenho que Deus dá ao ser humano e que, postos a render, nos ajudam a fazer aqui, no tempo e na história, a experiência da eternidade e de Deus. 

Muito obrigado e boa noite."

Sem comentários:

Enviar um comentário