quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Diocese de Beja inaugura exposição «Lugares de Santiago»

Mostra, que inclui cartoon de Luís Afonso, pretende «aproximar obras do passado e da vanguarda» relacionadas com peregrinações a Compostela

Conchas de peregrino da época medieval
Le Puy-en-Velay
Lisboa, 02 Fev (Ecclesia) – O Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja inaugura a 5 de Fevereiro, no Museu de Arte Sacra de Grândola, a exposição "Loci Iacobi – Lugares de Santiago, Lieux de Saint Jacques".

A iniciativa, realizada em parceria com a Secretaria Xeral para o Turismo da Xunta de Galicia (Espanha) e a Communauté d'Agglomération du Puy-en-Velay (França), reúne obras de arte antiga e contemporânea provenientes de museus e igrejas dos três países envolvidos na mostra, refere o site da diocese de Beja.

Abrangendo cerca de três dezenas de obras de arte, da época medieval ao século XXI, a mostra “parte de uma reflexão acerca das raízes da peregrinação [a Santiago de Compostela] para revisitar alguns dos seus espaços privilegiados”.

As obras seleccionadas colocam em relevo as duas principais características que a tradição atribuiu ao apóstolo São Tiago: peregrino e guerreiro.

A dimensão humana da peregrinação revela-se em testemunhos da religiosidade quotidiana, como as colheres com a imagem do apóstolo e as jóias talhadas em azeviche, de característico fabrico compostelano.

No texto de apresentação da iniciativa, o Departamento do Património Histórico e Artístico salienta que “o desafio de aproximar obras do passado e da vanguarda” constitui “um dos fios condutores da exposição”. 

O exemplo mais significativo desta opção é o cartoon de Luís Afonso, realizado em 2010 para a exposição, que mostra “a importância assumida pelo desenho humorístico na arte” contemporânea.

“A sua integração dentro de um contexto dominado pelo património sacro não deixa de ser reveladora das metamorfoses ocorridas na maneira de abordar as questões religiosas”, assinala a organização.

A abertura da exposição coincide com a inauguração do Museu de Arte Sacra de Grândola, instalado na ermida de São Sebastião, construída no século XVI, e que desde cedo se transformou numa referência para quem percorria o Caminho de Santiago.

O Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura atribuiu em 2010 o prémio ‘Árvore da Vida – Padre Manuel Antunes’ à diocese de Beja, distinguindo, em nome da Igreja Católica portuguesa, o trabalho realizado pelo Departamento do Património Histórico e Artístico desde a sua fundação, em 1984.

DPHADB/RM

ECCLESIA

 

Sem comentários:

Enviar um comentário