sexta-feira, 25 de abril de 2008

Diário de uma peregrinação



Realizou-se hoje a peregrinação paroquial da paróquia de Nossa Senhora da Assunção, em Grândola, ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima.
O autocarro, com a lotação quase esgotada, partiu pelas 07:00 horas.
A meio da viagem parámos no Restaurante Snack-Bar Por do Sol, em Aveiras-de-Cima, para os peregrinos tomarem o seu desjejum.
Pelas 10:30 horas chegámos ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, seguindo cada peregrino o rumo que ditava a sua fé.
Porque já era tarde para o Rosário na Capelinha das Aparições que já começara quando lá chegámos e ainda era cedo para a missa no altar central, optei por registar fotograficamente o exterior da nova basílica.




Ás 11:00 horas assisti à missa celebrada pelo Reitor do Santuário cuja homilia teve por temas S. Marco, o evangelista, patrono do dia e a revolução do 25 de Abril que se comemora hoje.
Pelas 12:40 horas, após o fim da missa dirigi-me à Capelinha da Aparições onde finalmente rezei o meu rosário.
Pelas 13:00 horas iniciei a visita ao interior da nova basílica, apesar de ser um edifício imponente, desiludiu-me...
Pareceu-me estar dentro de um grande salão de espectáculos e não num lugar de culto, o próprio comportamento dos visitantes adequava-se a essa ideia...


Sendo sem dúvida uma bonita obra da arquitectura moderna, o excesso de espaços brancos e o reduzido número de aspectos religiosos presentes provavelmente cria essa ideia.


Um longo passeio pelo recinto do santuário, permitiu-me encontrar uma mesa disponível para saborear o almoço que transportara de casa. A maior parte dos peregrinos de Grândola deslocara-se no autocarro para almoço num restaurante situado no centro comercial. Os poucos que optaram por almoçar no santuário, foram brindados com um inusitado momento de animação enquanto esperavam pelo regresso do autocarro no parque 2, porquanto um grupo de peregrinos de outra localidade optou por dar aso à sua satisfação pós-almoço dançando airosamente ao som de um acordeão.


Ás 15:00 horas os peregrinos de Grândola partiram no autocarro para a localidade de Valinhos, onde puderam visitar a casa onde nasceram e cresceram os Beatos Francisco e Jacinta, bem como a casa onde nasceu e cresceu a Irmã Lúcia.



O ponto de paragem seguinte foi o Mosteiro da Batalha, onde durante trinta escassos minutos se apreciaram as belezas arquitectónicas e históricas de monumento.






Seguiu-se uma hora de visita à Nazaré, o autocarro deixou-nos no local conhecido como o 'Sítio', cujo miradouro nos permite visualizar paisagens espectaculares, mas também a irresponsabilidade dos seres humanos... Duas zonas do miradouro apresentam cartazes enormes dizendo ser Zona Interdita, no entanto eram inúmeros os visitantes que ignoravam por completo a presença desses cartazes deslocando-se para essas zonas!

Aproveitei para visitar o farol onde pude apreciar imagens impressionantes da majestade do oceano Atlântico.


Partiu-se de seguida para Caldas da Rainha onde após uma visita de autocarro se pode espairecer durante 30 minutos.

Na viagem de regresso uma paragem na área de serviço do Montijo, permitiu aos peregrinos festejar o 61º aniversário de uma das peregrinas.

Ás 23:00 horas o autocarro detinha-se em Grândola, regressando todos os peregrinos às suas residências, após um dia bem passado fortalecendo a nossa fé e conhecendo as belezas do nosso país.

Sem comentários:

Enviar um comentário